Header Ads

Após 45 dias de greve trabalhadores em educação conquistam reposição de 10,06% para Professores e de 15,07% para Técnicos Educacionais



Os trabalhadores em educação estaduais de Rondônia saíram vitoriosos de uma greve que durou 45 dias ao conquistarem implantação do Piso do Magistério no vencimento com progressão em que todos os professores terão reposição salarial média de 10,06%, e piso de mil reais para os Técnicos Educacionais Nível 1, o que representa uma reposição de 15,07%, índice que também vai reajustar o salário dos Técnicos Nível 2..

As conquistas beneficiam, ainda, os Professores e Técnicos aposentados, os que estão afastados por laudo médico e os readaptados.


Além disso, a reposição conquistada terá reflexo nas gratificações que são calculadas em porcentagem sobre o vencimento.

Na avaliação que fizeram ao aprovarem a proposta e decidirem pelo encerramento da greve, os próprios trabalhadores em educação consideram que esta foi uma das maiores vitórias da categoria nos últimos anos.

Outra vitória importante obtida com a greve é que a Lei aprovada na Assembleia Legislativa estabelece que a partir de junho de 2018 o piso terá que ser implantado, o que já fica valendo para os próximos anos.

A Direção do Sintero explicou que teve que assinar o Termo de Acordo ainda ontem, antes de levar para a categoria, porque não havia mais tempo hábil para aprovação de uma lei e publicação no Diário Oficial, sem que isso significasse algum prejuízo para os trabalhadores.

Mesmo assim, decidiu submeter o Termo de Acordo à aprovação dos trabalhadores em educação, em assembleia com a presença de representantes de todas as Regionais, pois o acordo só teria validade se fosse aprovado pela categoria.

Esta era a última chance de se obter alguma conquista, já que a partir de hoje, pela lei, os governos só podem reajustar salários para recompor a inflação do ano das eleições, o que deve ser de pouco mais de 2%.

“Com muita tranquilidade consideramos que reposição salarial média de 10,06% para todos os professores e piso de mil reais para os Técnicos Educacionais no vencimento com reposição de 15,07%, e ainda beneficiando os aposentados, os afastados por laudo e os readaptados seria bem melhor do que continuar uma greve que a partir de hoje não resultaria em mais do que 2% de reposição”, disse a presidente do Sintero, Lionilda Simão. “Temos responsabilidade e jamais atuaríamos para prejudicar a nossa categoria”, finalizou.

A presidente do Sintero, Lionilda Simão e os demais integrantes da Diretoria Executiva e das Diretorias Regionais, parabenizam os trabalhadores em educação pela união e pela luta, e informa que embora a categoria tenha decidido encerrar a greve, a luta continua para que possamos conquistar ainda mais.

VEJA COMO FICAM AS TABELAS SALARIAIS DE PROFESSORES E TÉCNICOS A PARTIR DE JUNHO DE 2018:
Após 45 dias de greve trabalhadores em educação conquistam reposição de 10,06% para Professores e de 15,07% para Técnicos Educacionais Após 45 dias de greve trabalhadores em educação conquistam reposição de 10,06% para Professores e de 15,07% para Técnicos Educacionais Reviewed by Voz de Rondônia on abril 08, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent