Header Ads

Confúcio lava roupa suja em Jaru e critica fogo amigo



Em encontro em Jaru, ele foi direto: não aceita fofocas e nem conversa fiada dentro do partido.

Incomodado literalmente com as notícias, das quais apontam sua meticulosa articulação política para o pré-candidato ao governo do Estado de Rondônia, estamos falando do seu fiel escudeiro e ex-secretário de finanças, Wagner Garcia, fez com que o ex-governador e pré-candidato ao senado Confúcio Moura (MDB) disparasse em primeiro momento contra seus adversários políticos dentro da própria sigla.

No encontro do MDB em Jaru (RO) neste último sábado (23) o postulante ao senado disse que as fofocas e o tal do “fogo amigo” trás malefícios. Alertou os correligionários sobre a promoção da discórdia que resulta na política do quanto pior estiver, melhor ficará para uma minoria, que apenas visa arruinar o progresso do Estado.

Sobretudo, em referência as manobras obscuras, que imputam a Confúcio Moura a ardilosa articulação política para minar, ou seja, melar a trajetória do Presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (MDB), que é um forte postulante ao cargo de Governador do do Estado de Rondônia nestas eleições 2018.



– Quem é o nosso pré-candidato ao Governo do Estado? Perguntou Confúcio aos correligionários. Em seguida respondeu. – É Maurão de Carvalho e não se discuti mais isso. É preciso agora construir um programa de governo para mostrar ao povo. Cada uma tem o seu jeito de trabalhar. Vamos pacificar o nosso partido nesse encontro. Quero deixar bem claro que eu lhe apoio integralmente – Garantiu Confúcio Moura à Maurão de Carvalho.

Com relação ao seu fiel escudeiro. O ex-governador não poupou elogios. – Wagner é um técnico competente e não pleiteia vaga de ninguém. Vamos passar uma borracha nisso. Conversa fiada nunca mais. Eu não estou gostando dos rumos e precisamos ter o MDB de volta ao governo, com Maurão – Controlou os ânimos dele e dos demais no encontro municipal da sigla. O senador Valdir Raupp buscou amenizar ainda mais o clima jogando de vez os ressentimentos pós governo. Para Raupp os emedebistas precisam entender que o governo acabou e os rumos políticos são outros, isto é, bola pra frente.

Na seqüência tocou a barba e disse – Já que estamos aqui lavando a roupa suja, quero falar que jamais estimulei o senador Ivo Cassol a criticar o ex-governador Confúcio Moura. Como andaram espalhando por aí. O Cassol não precisa de estimulo para bater em ninguém, pois todos sabem o jeito de fazer política de Ivo. Estamos no mesmo Barco, se ele afundar, todos afundamos – Destacou Raupp.



Já o Presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (MDB), preferiu não entrar em dividida, porém, deu a sua justificativa quanto às agendas dos emedebistas com roteiros diferentes. Segundo Maurão de Carvalho neste primeiro momento prevalece os compromissos ainda do primeiro período do ano. Entretanto, Maurão de Carvalho enfatizou que o encontro em Jaru é o ponta pé inicial de uma nova caminhada política entre ele, Confúcio e Raupp.

Agora pacificado e sem a ameaça de Ivo Cassol (PP), que deverá começar a cumprir pena nos próximos dias e já jogou a toalha, os cardeais do MDB talvez tenham entendido que é preciso aparar as arestas e seguirem juntos, pelo bem político de cada um. Divididos, perdem todos.

mapping.com.br – Maique Pinto
Confúcio lava roupa suja em Jaru e critica fogo amigo Confúcio lava roupa suja em Jaru e critica fogo amigo Reviewed by alorondonia on junho 28, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent