Header Ads

Presidente da Roma diz que só vai perdoar Barcelona se ganhar Messi como desculpas



James Palotta, presidente da Roma, não planeja perdoar o Barcelona tão cedo pelo negócio envolvendo Malcom. O atacante brasileiro estava acertado com o clube italiano, mas acabou mudando de destino após o Barça atravessar a negociação.


- O Barcelona interveio de maneira antiética. Na manhã, Monchi fez uma videoconferência com o agente de Malcom e um acordo foi feito. Recebemos um aconselhamento legal, e parece que o Bordeaux (ex-clube de Malcom) será chamado para depor. Ontem (quarta) o Barcelona pediu desculpas, mas eu não aceitei – disse à rádio “Sirius XM”.


- A única maneira de aceitar é se eles decidirem nos dar o Messi. Mas não fechamos relações com o Barcelona, eles são maiores do que nós e faremos acordos no futuro - completou.





Messi e Fàbregas com suas esposas durante as férias (Foto: Europa Press/Europa Press via Getty Images)




Palotta também comentou sobre alguns negócios realizados pela Roma nesta janela de transferências. Sobre Nainggolan, vendido à Inter de Milão, por exemplo, o presidente justificou citando os seus problemas extracampo.


- Tivemos de tomar a decisão, havia diferentes aspectos para considerarmos, incluindo a sua idade (30 anos). Eu não sabia de todos os problemas, mas Di Francesco decidiu que a hora dele havia chegado.


No que diz respeito à venda de Alisson, Palotta foi taxativo:


- Vamos falar sério: 70 milhões de euros é muito dinheiro.


A Roma contratou 13 jogadores até o momento, com destaque para Pastore (ex-PSG) e Justin Kluivert (ex-Ajax).
Presidente da Roma diz que só vai perdoar Barcelona se ganhar Messi como desculpas Presidente da Roma diz que só vai perdoar Barcelona se ganhar Messi como desculpas Reviewed by Voz de Rondônia on julho 26, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent