Header Ads

Audiência Pública debate problemas com abastecimento de água em Ji-Paraná



A iniciativa é do vereador Marcelo Lemos (PSD), que atendeu uma reivindicação da população



Com o objetivo de tratar sobre os problemas de abastecimento de água no município de Ji-Paraná, principalmente no segundo distrito, a Câmara Municipal realizou na noite de segunda-feira (13) uma Audiência Pública “Caerd – Ou Conserta ou Vaza”. A iniciativa é do vereador Marcelo Lemos (PSD), que atendeu uma reivindicação da população. “A finalidade desta audiência é debater com a população sobre a falta de água em alguns bairros do município e discutir com representantes da Caerd a melhor forma de resolver, de forma definitiva, este problema”, ressaltou o vereador.

O presidente da Câmara, Affonso Cândido (DEM) fez a abertura do evento, parabenizou Marcelo Lemos (PSD) pela inciativa e todos os vereadores por aprovaram o requerimento. A Audiência contou com a presença dos vereadores Lorenil Gomes (PTB), Isaias Arnica (PSB) e Jhony Paixão (PRB), que falaram sobre os problemas da falta de água e que a população merece um atendimento de qualidade. “Estamos cansados de tantas promessas. Ji Paraná é o município que a Caerd mais arrecada e o que a Caerd menos investe. Por que não implantar um reservatório na região do Capelasso? O prazo limite que a Caerd tem para resolver este problema definitivamente não é de 60 dias e sim até 18 de março de 2019”, afirmou Lorenil Gomes (PTB).

O prefeito Marcito Pinto (PDT) também parabenizou Marcelo Lemos (PSD) pela iniciativa, disse que é um problema de longa data e que a Caerd, por algum motivo, não fez os investimentos que deveria aos longos dos anos. “É preciso que seja feito um quilômetro de tubulação para terminar de passar a rede nova de água dentro do município e duas conexões nas cabeceiras da ponte, fazendo isso nós teremos o dobro de água do que temos hoje no segundo distrito. Na última semana, realizamos uma reunião com a direção da Caerd e gestor do PAC para tratar sobre este assunto e me informaram que na quinta-feira (16) o empresário responsável pela obra estará em Ji-Paraná para traçar um cronograma. O Governo do Estado determinou prioridade na solução deste problema. “Se o cronograma do governo der certo até o próximo dia 24 pagará a empresa responsável pela obra, que reiniciará os trabalhos. Com o reinício da obra, nós vamos ficar cobrando e auxiliando para que seja concluída”, afirmou o prefeito.

Os moradores do bairro Capelasso reclamaram da falta de água, das multas que a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Município de Ji-Paraná (Agerji) não aplica na Caerd e do valor das contas de água. O diretor presidente da Agerji, Clederson Viana disse que já foi aplicada três equivalências de multas na Caerd, isenção tarifaria ou redução de tarifa, e que os processos estão em andamento. Clederson Viana destacou o trabalho de monitoramento e fiscalização feito pela Agerji e disse que assim que o empresário responsável pela obra liberar o cronograma de trabalho informará para a população.

O diretor técnico da Caerd, Vagner Marcolino Zacarini informou que nesta semana o responsável pela obra estará em Ji-Paraná e depois do cronograma definido a meta é sanar o problema nos próximos 60 dias. Vagner Zacarini disse que sobre as faturas a Caerd está analisando caso por caso.

Encerrando a Audiência Pública ficou definido que os vereadores, prefeito e diretor da Agerji vão acompanhar a retomada da obra, cobrando a conclusão e informando para a população sobre o andamento dos trabalhos. “Vamos fiscalizar e cobrar a Caerd para que honre com o compromisso de finalizar a obra, acabando com este problema do segundo distrito que prejudica milhares de pessoas”, afirmou Marcelo Lemos (PSD). O evento contou com a presença do superintendente regional da Caerd, Carlos Rebouças e do capitão Pazinato, representando o 2°Batalhão da Polícia Militar.
Audiência Pública debate problemas com abastecimento de água em Ji-Paraná Audiência Pública debate problemas com abastecimento de água em Ji-Paraná Reviewed by Voz de Rondônia on agosto 15, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent