Header Ads

CASO JAIR MONTES: Entre advogados e juristas o clima é de perplexidade; Jaime Bagattoli magoado



Defesa

O deputado estadual eleito Jair Montes (PTC) contratou a banca Nelson Canedo Advogados Associados, junto com Alan Albuquerque e Marilda de Paula Silveira (Brasília) para atuar em sua defesa no Superior Tribunal de Justiça. Montes, que é vereador e foi eleito deputado, está preso desde a semana passada quando foi condenado em Primeiro Grau a 17 anos de prisão em sentença da justiça rondoniense. Na sexta ele teve um pedido de habeas corpus negado e agora tenta no STJ deixar a prisão até que seus recursos sejam julgados.

Entre advogados e juristas

O clima é de perplexidade em função da prisão, mas não era novidade que a canetada seria “pesada” nas sentenças. A Operação Apocalipse, que motivou as condenações foi emblemática e polêmica. Resta saber como serão os próximos movimentos nas instâncias superiores.

Chapa única

Por aclamação, os trabalhadores da Ceron e da Caerd reconduziram a atual diretoria do Sindicato dos Urbanitários de Rondônia – Sindur, para o triênio 2019/2021. O Sindicato e os trabalhadores destas duas empresas vem passando pelo momento mais turbulento dos últimos 20 anos. Na Ceron, Michel Temer deu de graça a empresa para Energisa e ainda concedeu 25% de reajuste na tarifa.

Na Caerd, a novela foi quase a mesma, Confúcio, Iacira e seu bando tentaram acabar com a empresa chegando ao ponto de liquidar, não fosse a troca de governo e a mobilização sindical, a Caerd hoje, provavelmente, estaria nas mãos de um grupo “Xing Ling”. Mas, não quer dizer que isso não aconteça no novo governo.

Nenhuma justificativa

O tal “segredo” sobre o futuro secretariado do governo de Rondônia não encontra nenhum respaldo minimamente plausível, pelo contrário, demonstra que a panelinha está se formando e que deverá faltar muita transparência no futuro governo. Esconder nomes que deveriam ser postos à prova pelo crivo da imprensa e da população demonstra o nível do que vem por ai.

Jaime Bagattoli não está sendo ouvido

Magoado, e com razão

Jaime Bagattoli, que ganhou o Senado mas não levou, andou se queixando nas redes sociais por não ter sido levado em consideração pelo novo governador. Pessoas que trabalharam nas campanhas, tanto de Jaime quanto de Rocha afirmam que Bagattoli não veio fazer campanha em Porto Velho por “dificuldades plantadas” por Rocha e gente ligada a ele, e isso teria sido o pivô da derrota do vilhenense.

De qualquer forma, o empresário deveria ser levado em consideração pelo futuro governo, já que ele, melhor que ninguém, conhece o setor produtivo do Estado e saberia conduzir o diálogo. Mas, pelo jeito vai seguir falando sozinho.

Nesta terça

A Assembleia Legislativa se reúne em sessão extraordinária para apreciar o orçamento 2019 e outras matérias, como a criação do Instituto de Terras de Rondônia e o Projeto de Resolução que institui o Laboratório de Inovação em compras e contratações públicas da ALE-RO. A sessão tem início a partir das 10 horas.

Cinto vai apertar

O futuro ministro da Fazenda de Jair Bolsonaro, Paulo Guedes declarou que pretende cortar até 50% da verba do “Sistema S”, que inclui Sesi, Senai, Senac, Sebrae, Senat, Sesc, Senar, Senat e Sescoop. Com isso, os repasses feitos pela CNI também devem reduzir e a Fiero, aquela entidade que reúne “industriais” de Rondônia sem indústria, vai ter que vender bem mais que a sede que nunca foi. Pelo jeito, vai ser o fim dos supersalários.

500

É o número de mulheres que denunciaram o médium João de Deus ao Ministério Público por abusos sexuais. Em um dos casos, uma advogada, conta que sofreu abusos com o pai na mesma sala, mas ele estava de costas, rezando a mando do médium enquanto a moça, à época com 16 anos, era forçada a pegar no pênis de João. Realmente o sujeito precisa ser impedido de conviver com outras pessoas.

Mas sabe o que é pior? João de Deus não vai responder pela maioria dos crimes pelos quais é acusado. De acordo com a delegada Karla Fernandes, responsável pela investigação contra o médium, muitos dos casos denunciados aconteceram mais de seis meses antes da denúncia e, portanto, perdem o valor legal, conforme o código penal brasileiro decretava até setembro deste ano.

Último caso

O caso tido como principal da investigação, porém, teria acontecido após setembro e, portanto, segue como parte das denúncias válidas juridicamente. No relato, uma mulher de 43 anos diz ter sido abusada por João durante uma sessão. O médium teria passado a mão em seu ventre para “tirar uma energia ruim” e colocado o pênis para fora das calças.

Assim que notou, a mulher levantou assustada e foi lhe pedido que não contasse nada daquilo para ninguém. No depoimento à polícia no último domingo (16) , João teria dito que não se lembrava de várias mulheres que lhe acusaram, mas neste caso específico, ela era “problemática” e exigiu uma prova de qualquer violação sexual.

Nova pesquisa mostra que a cirurgia bariátrica pode reduzir drasticamente o risco de morte por insuficiência cardíaca

Estes resultados, baseados em uma grande amostra de pacientes internados por insuficiência cardíaca, parte extraída de uma base de dados dos Estados Unidos, foram apresentados no dia 13 de novembro na Obesity Week 2018, em uma das sessões Top Paper, pelo Dr. Essa M. Aleassa, fellow na Cleveland Clinic, em Ohio (EUA).

A mortalidade hospitalar durante internação relacionada à insuficiência cardíaca caiu para quase a metade entre pacientes com cirurgia bariátrica prévia, e a média de permanência também foi reduzida. Além disso, o efeito protetor tanto na sobrevida por insuficiência cardíaca, como na média de permanência, foi visto mesmo quando os indivíduos com cirurgia bariátrica prévia foram pareados com pacientes não cirúrgicos com o mesmo índice de massa corporal (IMC), indicando que o efeito não é simplesmente devido à menor massa corporal.

Fonte Painel Politico 
CASO JAIR MONTES: Entre advogados e juristas o clima é de perplexidade; Jaime Bagattoli magoado CASO JAIR MONTES: Entre advogados e juristas o clima é de perplexidade; Jaime Bagattoli magoado Reviewed by Voz de Rondônia on dezembro 18, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent