Header Ads

Ministério Público cria canal de denúncias para investigar João de Deus

O médium João de Deus, acusado de abusar sexualmente de mais de 200 mulheres. (Alan Marques / Folhapress/Reprodução)



Desde que se tornaram públicos os relatos de dez mulheres que teriam sido vítimas de abuso sexual praticado pelo médium João de Deus, centenas de outras denúncias chegaram aos Ministérios Públicos (MP) de São Paulo e Goiás. A quantidade de acusações levou os órgãos a criar na última segunda-feira, uma força-tarefa para apurar os crimes, além de canais específicos para receber relatos. Integram as equipes, promotores e psicólogos.

As investigações ficarão concentradas em Goiás, a cargo da promotoria de Justiça de Abadiânia, onde João de Deus realiza os atendimentos e os crimes teriam ocorrido. Em São Paulo, o foco da operação será recolher depoimentos. Já na tarde desta terça-feira, 11, oito mulheres devem comparecer ao MPSP para detalharem suas histórias.

Delegacias ou no Ministério Público de outros estados também poderão atender as vítimas. Por meio do Grupo Nacional de Coordenadores de Centro de Apoio Criminal (GNCCRIM), órgão do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais dos Ministérios Públicos, os MPs do Maranhão e do Rio Grande do Sul divulgaram apoio à força-tarefa para recolher depoimentos e incentivar as denúncias. Em Minas Gerais, o MPMG já apura duas acusações contra o médium, também de abuso sexual.

As denúncias podem ser feitas pelo telefone do Ministério Público de Goiás – (62) 3243-8000 – ou pelo e-mail denuncias@mpgo.mp.br. No Ministério Público de São Paulo, os relatos devem ser enviados para somosmuitas@mpsp.mp.br.
Ministério Público cria canal de denúncias para investigar João de Deus Ministério Público cria canal de denúncias para investigar João de Deus Reviewed by Voz de Rondônia on dezembro 11, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent