Header Ads

Tribunal Júri em Vilhena condena réus que mataram mulher em Chupinguaia


O Conselho de sentença (jurados) do Tribunal do Júri da Comarca de Vilhena, presidido pela juíza Liliane Pegora Bilharva, condenaram os réus João Carlos Costa dos Santos e Wesle de Oliveira Araújo sob acusação de terem matado, na noite de 13 de maio de 2017, Erli Teixeira de Abreu. João Carlos foi condenado a 16 anos de reclusão e Wesle de Oliveira, 15 anos e 6 meses.

O crime aconteceu no distrito de Novo Plano, pertencente ao município de Chupinguaia. Segundo a sentença de pronúncia, Erli atropelou de forma fatal a irmã de Wesle de Oliveira Araújo, que estava grávida.

Um ano e 8 meses depois do acidente, Wesle e Edilson Pereira Oliveira (pai da vítima do atropelamento) contrataram João Carlos Costa dos Santos para matar Erli. João Carlos receberia pelo “serviço” 8 mil reais, mais uma motocicleta.

No dia do crime, os mandantes indicaram quem seria a pessoa a ser morta e forjaram uma situação para atraí-la. Quando ela se aproximou foi atingida por tiro mortal.

Nesta quarta-feira, dia 12, os réus foram submetidos a julgamento e diante das provas foram condenados. Os jurados não reconheceram, para ambos, o atenuante de crime privilegiado (agido por emoção). Porém, reconheceram para “o réu João as qualificadoras da promessa de recompensa e de recurso que dificultou a defesa da vítima e, para o réu Wesle, as qualificadoras de motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima”. João é reincidente e Wesle, primário, porém “ambos tinham pleno conhecimento do fato”, diz a sentença.

O julgamento iniciou às 9h e encerrou às 16h43, com a publicação da sentença em Plenário.



Processo-Crime n. 1001949-21.2017.8.22.0014.



Assessoria de Comunicação Institucional
Tribunal Júri em Vilhena condena réus que mataram mulher em Chupinguaia Tribunal Júri em Vilhena condena réus que mataram mulher em Chupinguaia Reviewed by Voz de Rondônia on dezembro 13, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent