Header Ads

Defensoria Pública realiza Seminário de Visibilidade Trans no próximo dia 25 de janeiro



Praticamente todo ser humano que vive em sociedade almeja ser percebido, notado e entendido como um cidadão possuidor de direitos e deveres. Almeja ser reconhecido socialmente, almeja conseguir um bom trabalho, e em muitos casos, almeja casar-se, ter ou adotar filhos.

Mas como conseguir isso, quando nem a sua identidade é respeitada? Sim, em um país como o Brasil, recordista em crimes de ódio, estamos falando de uma luta diária para se tornar visível: a luta da comunidade trans, que engloba pessoas transexuais e travestis.

Pensando nisso, a Defensoria Pública do Estado de Rondônia, por meio do Centro de Estudos da Instituição, preparou para o próximo dia 25, o Seminário de Visibilidade Trans, em alusão ao Dia Nacional de Visibilidade Trans, que acontece no dia 29 de janeiro.

O evento será realizado juntamente à Procuradoria Regional do Trabalho em Porto Velho (MPT-RO), que cedeu a estrutura de seu auditório, além de contar com a parceria do Ministério Público do Estado de Rondônia (MP-RO).

Para participar do evento, nomes de pessoas trans que figuram em órgãos especializados e em movimentos voltados à comunidade em Porto Velho foram chamados, além de palestrantes que atuam juntamente à esta comunidade e que se debruçam como o tema.

Um dos palestrantes, por exemplo, é Helton Dantas Vilar, roteirista e diretor do documentário Close, concebido pela jornalista e cineasta cearense Rosane Gurgel. O documentário apresenta a vida e o cotidiano de personagens trans presas na Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes, situada em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza. Uma unidade destinada a presos GBT (gays, bissexuais e travestis), idosos, deficientes físicos e condenados pela Lei Maria da Penha.

Outro palestrante é o Defensor Público Henrique da Fonte Araújo de Souza, chefe do Núcleo de Defesa dos Direitos das Minorias (Nudmin) da Defensoria Pública do Estado de Pernambuco (DPPE). Henrique da Fonte vai palestrar sobre reconhecimento Legal de nome e gênero.

“É importantíssimo debatermos esse tema para trazermos à luz questões relativas à comunidade trans, que, cabe ressaltar, é uma comunidade que pode e deve ser atendida pela Defensoria Pública, nos mais variados casos e para a garantia dos mais variados direitos, como direito ao nome social, por exemplo”, enfatiza Marcus Edson de Lima.

Seminário de Visibilidade Trans

Dia: 25 de Janeiro

Horário: 19 horas

Local: Auditório da Procuradoria Regional do Trabalho em Porto Velho (MPT-RO),

Entrada: 1 kg de alimento não perecível

Inscrições: 14 a 23 de janeiro pelo link.
Defensoria Pública realiza Seminário de Visibilidade Trans no próximo dia 25 de janeiro Defensoria Pública realiza Seminário de Visibilidade Trans no próximo dia 25 de janeiro Reviewed by Voz de Rondônia on janeiro 08, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent