Header Ads

No Facebook, Marcos Rocha justifica polêmica viagem à Brasília


Fonte: O OBSERVADOR

Pela graça de Deus concluímos mais uma semana, por sinal, muito produtiva. A começar pela manhã de terça-feira, 1° de Janeiro, no Teatro Palácio das Artes, Porto Velho. Dia inesquecível, quando, com muita honra, fui empossado governador de Rondônia pelos próximos quatro anos.

Logo após o término da cerimônia, partimos para a capital Brasília, atendendo um convite do presidente Jair Bolsonaro para participar da sua posse e recepção. No evento estavam presentes governadores, chefes de Estado, presidentes de outras nações e os novos ministros.

Além de prestigiar nosso presidente e parabenizá-lo, esses encontros, com tantas autoridades presentes, são fundamentais para marcar agendas de interesses do nosso estado.

No segundo dia reunimos com os generais do Exército Brasileiro, Esquiletti e Viana, para tratarmos da agenda principal da viagem: questões relacionadas à infraestrutura de Rondônia e soluções para os graves problemas na área da saúde, principalmente do hospital João Paulo II. Foram discutidos pontos importantes, como o convênio com Exército Brasileiro e medidas para solucionarmos essa forte deficiência do nosso estado. Seis planos de rápida aplicação já haviam sido traçados — em conjunto com o Secretário Estadual de Saúde, Dr. Fernando Máximo, o Diretor Geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Cel. Meirelles e a Secretária Estadual de Ação Social, Luana Rocha — para serem apresentados.

O Convênio com o exército criará uma otimização, garantindo que os orçamentos para obras chaves no estado não sejam superfaturados e que, tanto o projeto quanto os materiais, sejam da melhor qualidade, para que as obras realmente durem e que funcionem adequadamente.

O exército examinará a qualidade dos projetos. Somado a isso, enviaremos profissionais para serem treinados pelo sistema de fiscalização de obras altamente eficiente dos militares, a fim de que os serviços sejam executados com qualidade e que haja transparência no valor contratado. Após a reunião, acompanhei a posse do novo ministro da Economia — Paulo Guedes — e definimos uma futura reunião com ele e sua equipe para apresentar-lhes o “caso Beron” e da previdência, no intuito de buscarmos soluções junto ao governo federal.

Finalizamos nossa agenda na quinta-feira (03), num encontro com o Ministro da saúde, Dr. Luiz Henrique Mandetta. Na ocasião, apresentamos os projetos da rede de saúde de Rondônia, os desafios referentes ao João Paulo II e como o governo federal poderia nos ajudar. Ficou decido, articular com urgência ações para darmos dignidade às pessoas que estão passando por nossos hospitais e promover mudanças que de fato resolvam o problema e não paliativos que o prolongue.

De volta a Porto Velho, era chegado o momento da cerimônia relativa à posse dos secretários e suplentes, partes desse governo amplamente apoiado pela comunidade rondoniense. O evento aconteceu nessa sexta-feira (4), data em que comemoramos o 37º aniversário de instalação de Rondônia, no Centro Político Administrativo do Estado (CPA). Durante o discurso, destaquei os três principais critérios exigidos na escolha dessa equipe: “Competência, bom caráter e dedicação”. Após o ato solene, encerramos o dia com uma reunião bastante proveitosa.

Amanhã iniciaremos mais um ciclo. Um ótimo final de Domingo a todos!
No Facebook, Marcos Rocha justifica polêmica viagem à Brasília No Facebook, Marcos Rocha justifica polêmica viagem à Brasília Reviewed by Voz de Rondônia on janeiro 08, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent