Header Ads

Empresário de goleiro morto do Flamengo vê filme se repetir após 5 meses: "Estamos desolados"



No dia 13 de setembro de 2018, o menino Isaque, volante do Vasco com passagem também pelo Flamengo, perdeu a luta contra o câncer. Cinco meses depois, o empresário que cuidava de sua carreira vive um sentimento parecido. Renan Costa também era representante de Christian Esmério, goleiro de 15 anos, uma das dez vítimas fatais do incêndio no Ninho do Urubu, no início da manhã de sexta-feira.

Renan esteve no Ninho ao lado dos familiares e viu de perto o sofrimento causado pela tragédia. Em menos de cinco meses viu o pesadelo se repetir.

- Estamos desolados. Sofremos junto com as famílias. Eram dois meninos espetaculares, com tudo para terem futuros brilhantes. É um momento de luto. Que Deus cuide deles e ilumine seus amigos e sua família. Eram muito queridos - disse Renan, que há dez meses trabalhava com Christian.




O empresário revelou que já havia um acordo para Christian assinar o primeiro contrato profissional no próximo dia 5 de março, quando ele completaria 16 anos. O sonho foi interrompido pelo fogo.

O goleiro era um dos grandes destaques do Flamengo, constantemente convocado para a Seleção e estava no radar de clubes europeus.

- Ele estava em ótima fase, ganhando prêmios pessoais, campeonatos pelo Flamengo, além de convocações em sequências para a seleção brasileira. Sua projeção era a maior possível dentro do clube. Já estava sendo observado por equipes brasileiras e do exterior. Seu contrato profissional já estava resolvido. Aguardávamos ele apenas completar seus 16 anos para assinar com o Flamengo - lamentou.
Empresário de goleiro morto do Flamengo vê filme se repetir após 5 meses: "Estamos desolados" Empresário de goleiro morto do Flamengo vê filme se repetir após 5 meses: "Estamos desolados" Reviewed by Edivaldo Fogaça on fevereiro 09, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent