Header Ads

Após apagão, Roraima aciona termelétricas para garantir energia



Após a Venezuela ter interrompido o fornecimento de energia em Roraima, cinco usinas termelétricas foram acionadas para garantir o abastecimento de no estado.

Isso porque Roraima é a única Unidade da Federação que não está interligada ao sistema elétrico nacional e depende do complexo hidrelétrico venezuelano de Guri e Macaguá desde 2001.

Por meio de nota, a Roraima Energia informou que essas cinco termelétricas são capazes de atender 100% do sistema elétrico do estado, com consumo médio em torno de 400 mil litros de combustível por dia. Por enquanto, o governo estadual está acompanhando o caso e repassa as informações aos órgãos do governo federal.

No final de fevereiro, o governador de Roraima, Antônio Denarium, disse que foi determinada a urgência na construção do Linhão de Tucuruí, que vai permitir interligar o estado ao sistema elétrico nacional. A previsão é que este linhão tenha mais de 720 quilômetros. O grande problema é que cerca de 123 quilômetros passam dentro de uma terra indígena, onde vivem 1.600 índios, em 31 aldeias.
Após apagão, Roraima aciona termelétricas para garantir energia Após apagão, Roraima aciona termelétricas para garantir energia Reviewed by Voz de Rondônia on março 09, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent